Porque é difícil perceber quantas pessoas têm DPOC em Portugal?

Tal como acontece no resto do mundo, em Portugal não temos uma fotografia bem nítida da realidade da DPOC na nossa população. Estimamos que sejam 7-10% da população, cerca de 700 mil pessoas, mas a verdade é que não o sabemos.

Uma das principais razões para isto acontecer é a dificuldade de acesso das pessoas aos meios de diagnóstico necessários, como a espirometria, e o ainda pouco conhecimento sobre a doença – faça um teste, pergunte aos seus amigos se sabe o que é a DPOC?.

Na nossa opinião, em parte deve-se ao pouco impacto mediático da DPOC, comparativamente a outras doenças, como a Diabetes ou as relacionadas com o coração, que estão frequentemene nos noticiários, capas de revista ou nos programas da manhã na televisão.

Apesar de ainda ténue, sinto que já existe uma mudança e a sensação de que é necessário dar mais atenção à DPOC, pelo que o futuro poderá trazer melhorias evidentes nesse sentido. Ainda este ano assistimos a noticias sobre o impacto positivo da telemonitorização de pessoas com a doença e as novas diretivas do Ministério da Saúde para agilizar o acesso a uma espirometria são um passo importante para que todas as pessoas com DPOC sejam identificadas.

O importante é que exponha as suas queixas ao seu médico e, caso seja indicado, que realize as provas funcionais respiratórias. Só assim conseguimos diagnosticar a doença.

Num trabalho realizado por nós, mais de 90% das pessoas que realizaram o nosso inquérito referiram que existia pouca informação credível online. Esperamos que o DPOC.PT o ajude a conseguir informar-se sobre a doença!