Usar o mesmo tipo de inalador é um ponto a favor do melhor controlo da doença

Assistimos atualmente ao desenvolvimento e a comercialização de um grande número de novos fármacos e dispositivos para inalação. As pessoas com DPOC podem ter necessidade de usar mais do que um tipo de inalador como parte do seu regime de tratamento. Isto pode significar que necessita de aprender diferentes técnicas inalatórias.

O uso correcto do inalador é fundamental para o sucesso do controlo da doença. Efetivamente, já era reconhecido anteriormente que a eficácia do tratamento inalatório podia ser afetada negativamente por uma técnica de inalação incorrecta. Até agora, suponha-se que prescrever vários tipos de dispositivos poderia piorar este problema, levando a resultados pouco favoráveis em doentes com DPOC, mas o verdadeiro impacto ainda não era conhecido.

Um estudo internacional avaliou finalmente este problema. Foram estudados mais de 8000 doentes com apenas um tipo de inalador, e outros 8000 com mais do que um tipo de inalador. Os indivíduos com 1 ou mais dispositivos similares tiveram uma menor taxa de exacerbações em comparação com os da coorte de dispositivos mistos. Apresentaram também menor necessidade de uso de medicação de alivio.

Os investigadores concluíram que as pessoas que já faziam tratamento com um inalador, e a quem foi prescrito um ou mais dispositivos inalatórios adicionais IGUAIS, apresentaram melhores resultados do que aqueles a quem foram prescritos dispositivos que necessitavam de técnicas inalatórias diferentes. Ou seja, quer precise de 1, 2 ou 3 tipos de fármacos, o recomendável é que use sempre o mesmo tipo de inalador, caso seja possível.