logo

DPOC.PT

Nós nas redes sociais...
Ventilação Mecânica
Ventilação Mecânica
Top

A Ventilação Mecânica, quer seja “invasiva” (por exemplo, através da entubação orotraqueal) ou a “não-invasiva”, é um modo de suporte de vida, até que a causa subjacente da insuficiência respiratória aguda seja revertida com a terapia médica. O seu mecanismo de ação é através do fornecimento de pressões inspiratórias e expiratórias que tentam obter a normalização do ciclo respiratório.

Se o doente for incapaz de manter um nível de oxigénio seguro através de uma cânula nasal ou máscara, ou apresentar um valor de dióxido de carbono muito elevado associado a acidémia do sangue, pode ser necessário o apoio de uma máquina que o ajude a respirar.

appar-ivl

Tem como objetivos, para além da manutenção das trocas gasosas, ou seja, correção da hipoxemia e da acidose respiratória associada à hipercapnia: aliviar o trabalho da musculatura respiratória que, em situações agudas de alta demanda metabólica, está aumentado; reverter ou evitar a fadiga da musculatura respiratória; diminuir o consumo de oxigénio, dessa forma reduzindo o desconforto respiratório; e permitir a aplicação de terapêuticas específicas.

Existem vários tipos de ventilação assistida:

  • Através de um tubo endotraqueal, ignorando as vias aéreas superiores, ou seja, a Ventilação Invasiva
  • Ventilação Não-Invasiva
    • Ventilação por pressão positiva
    • Ventilação por pressão negativa – “iron lung

 

Ventilação Invasiva

Neste tipo de ventilação, existe um controlo total da máquina (o ventilador) sobre os ciclos respiratórios. Para isso, deve ser colocado um tubo directamente nas vias respiratórias. Este tubo pode ser um tubo endotraqueal, que é inserido pelo nariz ou boca até perto da divisão inferior da traqueia, ou um tubo de traqueostomia, o que exige uma incisão no pescoço. Um ventilador é uma máquina que “respira pelo doente”, criando as condições para a entrada do ar durante a inspiração e a saída do ar durante a expiração.

69182-6873021

O ventilador é uma modo utilizado com sucesso para fornecer oxigénio, eliminar dióxido de carbono e tornar a respiração mais eficaz. Muitas vezes pode apenas ser necessário temporariamente para ajudar com a respiração. Alguns doentes podem não conseguir voltar a respirar sem o recurso a este tipo de assistência completa da respiração.

O doente está sedado e não tem controlo sobre todo este processo.

..

Ventilação Não-Invasiva

Tem o mesmo objetivo da Ventilação Invasiva, mas sem ter que realização entubação. Cada vez é mais usada, e deve ser, excluindo alguns casos, usado como primeira opção em casos de agudização da DPOC, versus Ventilação invasiva.

fig13

Pode ser realizada quer na sala de urgência ou na enfermaria. O doente é que controla os ciclos respiratórios, tendo o aparelho um algoritmo que é ativado no caso dos parâmetros respiratórios detetados serem inferiores ao desejado.

%d bloggers like this: